FísicosLX

domingo, fevereiro 20, 2005

Albert Einstein (1879-1955) - A sua vida e a sua obra


Nem sempre o génio é reconhecido de imediato. Apesar de se ir tornar no maior físico teórico de sempre, o reitor disse ao pai de Albert Einstein, quando ele andava na escola secundária, na Alemanha: "Ele nunca terá sucesso em nada." Quando Einstein era um jovem adulto, não conseguiu encontrar um emprego aceitável como professor, muito embora se tivesse formado na Escola Federal Politécnica de Zurique como professor de matemática e física. Assim, perdeu a esperança de obter uma posição universitária e tentou arranjar um trabalho temporário em Berna. Com a ajuda do pai de um colega, Einstein conseguiu um lugar como examinador no departamento de patentes. Trabalhava seis dias por semana, ganhando o equivalente a seiscentos dólares por ano. Foi assim que se governou, enquanto trabalhava para o seu doutoramento em física na Universidade de Zurique.

Em 1903, Einstein casou-se com a sua namorada sérvia, Milena Maric, tendo o casal ido viver para um apartamento de uma assoalhada, em Berna. Dois anos mais tarde, tiveram um filho, Hans Albert. O período do nascimento do filho Hans foi, provavelmente, o mais feliz na vida de Einstein. Os vizinhos recordaram, mais tarde, ter visto o jovem pai, absorto, a guiar um carrinho de bebé pelas ruas da cidade. De tempos a tempos, Einstein ia ao carrinho e tirava um caderno onde escrevia notas. Provavelmente, o caderno no carrinho de bebé continha algumas das fórmulas e equações que conduziram à teoria da relatividade e ao desenvolvimento da bomba atómica.

Durante estes primeiros anos no departamento de patentes, Einstein passou a maior parte do seu tempo livre a estudar física teórica. Compôs uma série de quatro artigos científicos seminais, que avançaram algumas das ideias mais frutuosas na longa história da procura da compreensão do universo. O espaço e o tempo nunca mais seriam vistos da mesma maneira. O trabalho de Einstein granjeou-lhe o Prémio Nobel da Física de 1921, bem como uma grande aclamação pública.

(tradução livre de "On the Shoulders of Giants - The Great Works of Physics and Astronomy", editado e comentado por Stephen Hawking, Penguin, 2002)

(continua)

1 :

  • Espero mesmo que continue! Soube a pouco... muito mais para alguém como eu, que de uma área completamente diferente, devo ser das pessoas que mais vive fascinada, mas que menos percebe ou sabe de ciência!


    enviado por Blogger OliveiraReis em fevereiro 22, 2005 3:43 da manhã  


Inserir Comentário

<< Página principal


 

Powered by Blogger