FísicosLX

quinta-feira, março 03, 2005

Albert Einstein (1879-1955) - A sua vida e a sua obra (VII)

Se a teoria da relatividade restrita alterou radicalmente os conceitos de tempo e de massa, a teoria da relatividade geral mudou o nosso conceito de espaço. Newton tinha escrito que "o espaço absoluto, pela sua própria natureza, sem relação com qualquer coisa externa, permanece sempre igual e inamovível". O espaço newtoniano é euclidiano, infinito e ilimitado. A sua estrutura geométrica é completamente independente da matéria física que o ocupa. Nele, todos os corpos gravitam na direcção uns dos outros sem ter qualquer efeito na estrutura do espaço. Em contraste radical, a teoria da relatividade geral de Einstein afirma que não só a massa gravitacional actua nos outros corpos, mas também influencia a estrutura do espaço. Se um corpo for suficientemente massivo, induz o encurvamento do espaço à sua volta. Numa tal região, a luz parece curvar-se.

Em 1919, Sir Arthur Eddington procurou evidências para testar a teoria da relatividade geral. Organizou duas expedições, uma ao Brasil e a outra à África Ocidental, para observar a luz das estrelas ao passar perto de um corpo massivo - o Sol - durante um eclipse total do Sol de 29 de Maio desse ano. Em circunstâncias normais, essas observações seriam impossíveis, já que a luz fraca de estrelas distantes seria ofuscada pela luz do Sol mas, durante o eclipse, essa luz seria visível por breves momentos.

Em Setembro, Einstein recebeu um telegrama de Hendrik Lorentz, um colega físico e amigo próximo. Dizia: "Eddington encontrou deslocamento de estrela no bordo do Sol, medições preliminares entre nove décimos de segundo e dobro desse valor." Os dados de Eddington estavam de acordo com o deslocamento previsto pela teoria da relatividade geral. As suas fotografias do Brasil pareciam mostrar, durante o eclipse, a luz de estrelas conhecidas em posições diferentes no céu das suas posições durante a noite, quando a sua luz não passava perto do Sol. A teoria da relatividade geral tinha sido confirmada, mudando para sempre o curso da física. Anos mais tarde, quando um aluno de Einstein lhe perguntou como é que ele teria reagido se a teoria tivesse sido refutada, Einstein respondeu: "Nesse caso, teria tido pena de Deus. A teoria está correcta".

(tradução livre de "On the Shoulders of Giants - The Great Works of Physics and Astronomy", editado e comentado por Stephen Hawking, Penguin, 2002)

(continua)

Nota: a expedição de Eddington à África Ocidental foi, mais precisamente, a São Tomé e Príncipe.

3 :

  • Pessoal o eclipse foi observado na cidade de sobral-Ceará (Brasil).
    Gostaria de tercer um comentário sobre essa suposta frase de Eisnteim a um de seus alunos.
    Caso a teoria estivesse errada não seria "Deus" que teria errado, mais fatamente, seria ele que desapareceria ocupar um espaço pequeno na história da ciência.

    Um pergunta que eu gostaria de faser:
    A teoria da relatividade foi confirmada, com pouco grau de precisão, em 1919; em 1921 Einstein ganhou o nobel pelo efeito fotoelétrico. Porque não ganhou pela teoria da relativida, visto que essa, é bem mais importante?


    enviado por Anonymous billyfisica@hotmail.com em novembro 27, 2007 8:01 da tarde  


  • Pessoal o eclipse foi observado na cidade de sobral-Ceará (Brasil)também.
    Gostaria de tercer um comentário sobre essa suposta frase de Eisnteim a um de seus alunos.
    Caso a teoria estivesse errada não seria "Deus" que teria errado, mais fatalmente, seria ele que desapareceria ocupar um espaço pequeno na história da ciência.

    Um pergunta que eu gostaria de faser:
    A teoria da relatividade foi confirmada, com pouco grau de precisão, em 1919; em 1921 Einstein ganhou o nobel pelo efeito fotoelétrico. Porque não ganhou pela teoria da relativida, visto que essa, é bem mais importante?


    enviado por Anonymous billyfisica@hotmail.com em novembro 27, 2007 8:03 da tarde  


  • Stephen Hawking não cita o Brasil em "O Universo numa casca de noz", cita apenas a expedição africana. Esquecimento ou preconceito? Dá mais status científico ao referir-se de algo tão grande como "nossa percepção do universo desde que Euclides escreveu", como ele mesmo narra, tem que está vinculado à mãe África, não ao mestiço Brasil. Deixa pra lá...


    enviado por Anonymous Bero Vidal em janeiro 19, 2009 4:31 da manhã  


Inserir Comentário

<< Página principal


 

Powered by Blogger